Voltar

Apesar da fila, quem quer se aposentar deve pedir já para não ter prejuízo

A fila do INSS está grande. Atualmente, são cerca de 2 milhões de pedidos em espera, sendo 1,3 milhão atrasados, ou seja, a mais de 45 dias sem resposta. Mas a demora não significa que é melhor deixar para dar entrada no pedido depois. Especialistas aconselham que, se você já quer se aposentar, é melhor não esperar, ou pode perder dinheiro. O valor que o aposentado deve receber de aposentadoria começa a contar desde a data em que ele fez o pedido, explicam as advogadas Vivian De Camilis e Samanta Leite Diniz, especialistas em Direito do Trabalho da escritório Innocenti Advogados.

Mesmo que demore meses para sair a aposentadoria, quando ela for autorizada, o beneficiário recebe os valores atrasados. Ou seja, quanto mais esperar para pedir, mais dinheiro vai perder.

Precisa calcular se vale a pena para você

Independentemente da fila, é importante lembrar que a hora de dar entrada na aposentadoria é uma decisão pessoal. Dependendo do caso, esperar um pouco mais pode aumentar o valor a ser recebido, por exemplo. Após a reforma, o cálculo do valor da aposentadoria mudou. Quem estava mais perto de atingir os requisitos pode se encaixar em uma das regras de transição, que podem aumentar ou diminuir a aposentadoria mensal. Por isso, especialistas aconselham a analisar a própria situação profissional e fazer um planejamento previdenciário, antes de se aposentar.

Pedido pode ser online ou por telefone

O pedido de aposentadoria, assim como outros benefícios do INSS, pode ser feito online, pelo Meu INSS, ou por telefone. O sistema está passando por adequações, por causa das mudanças das regras após a reforma da Previdência, mas ainda é possível dar entrada nos pedidos, segundo o instituto.

Mesmo assim, há registro de pessoas que não estão conseguindo fazer nem o pedido. Nesses casos, a recomendação dos advogados é ir a uma agência para tentar resolver o problema.

Governo chamará militares para diminuir fila

Segundo o governo, a fila é uma herança de 2018, quando o INSS intensificou o processo de digitalização. Ficou mais fácil pedir os benefícios, mas o ritmo das análises não acelerou na mesma proporção.

Com a reforma aprovada, a nova Previdência começou a valer em 13 de novembro do ano passado. Mas os sistemas do INSS não foram atualizados a tempo. Assim, todos os pedidos feitos desde então com base nas novas regras estão parados, sem previsão de quando terão andamento.

A principal medida anunciada pelo governo para reduzir o tempo de espera foi o reforço no atendimento com militares da reserva. A promessa é contratar de 7.000 militares, que receberão adicional de 30%.

Segundo o INSS, a Secretaria de Previdência e a Dataprev (empresa pública responsável pela atualização do sistema) estão em uma força-tarefa para resolver o problema.

De acordo com uma nota técnica da Secretaria de Previdência, havia quase 1,9 milhão de pedidos acumulados em 1ª de janeiro de 2019.Com o avanço da reforma da Previdência no Congresso ao longo de 2019, o número de pedidos de aposentadoria aumentou. O pico de requerimentos acumulados foi de 2.561.679 em julho.

Destaques

Serviços

  • Cível e Resolução de Conflitos Saiba mais
    • Atuação estratégica em Tribunais Superiores
    • Bancário e Recuperação de Crédito
    • Contencioso, Arbitragem e Solução de Disputas
    • Contratos Comerciais
    • Direito Digital e Proteção de Dados
    • Distribuição e Franquia
    • Família e Sucessões
    • Imobiliário
    • Previdência Privada Complementar
    • Propriedade Intelectual
    • Relações de Consumo
    • Societário
  • Direito Administrativo Saiba mais
    • Ações e Execuções Coletivas
    • Compliance
    • Contratos Administrativos
    • Direito Regulatório
    • Fundos de Investimentos
    • Licitações
    • Precatórios
    • Servidor Público
    • Terceiro Setor
  • ESG Saiba mais
    • Direitos Humanos
    • Governança
    • Relações Sociais e Trabalhistas
  • Trabalhista, Sindical e Remuneração de Executivos Saiba mais
    • Auditoria Trabalhista
    • Compliance
    • Consultivo trabalhista
    • Consultoria de RH
    • Contencioso estratégico
    • Demandas Individuais e Coletivas
    • Desportivo
    • Ministérios Público do Trabalho
    • Negociação Sindical
    • Normas Regulamentadoras
    • Segurança e Medicina do Trabalho
  • Tributário e Fiscal Saiba mais
    • Autos de infração
    • Consultoria e Contencioso Tributário
    • Consultoria em Planejamento Tributário
    • Due Diligence em Operações de Fusões e Aquisições
    • Fiscalizações e Auditorias
    • Importação e Exportação
    • Planejamento Patrimonial e Sucessório
    • Previdenciário Empresarial
    • Regimes Especiais e Incentivos Fiscais
    • Revisão e Diagnóstico Fiscal
  • Sedes

    Brasília

    Endereço:
    SHS – Quadra 06 – Lote 01 – Bloco E
    Sala 1201 – Edifício Brasil 21 – ASA Sul
    CEP 70322-915
    Telefones: 61 3039-8530
    E-mail geral: contato@innocenti.com.br

  • Sedes

    São Paulo

    Endereço:
    Alameda Santos, 74 – 10º andarr
    CEP 01418-000 – São Paulo – SP
    Telefones: 11 3291-3355 • 11 3524-4400
    WhatsApp: 11 95540-7948
    FAX: 11 3105-5232
    E-mail geral: contato@innocenti.com.br

top